Temas Principais


Biografia

Natural de Entroncamento, 27 de Maio de 1947
Autor, Produtor Musical e TV, Escritor de Livros e Canções.

Membro, co-fundador e Letrista do grupo Filarmónica Fraude
– 2 EP’s, 2 SP’s e 1 LP “Epopeia” (1969)
Membro, co-fundador, co-produtor c/ Nuno Rodrigues, e Letrista da Banda da Casaco nos seguintes LP’s:
– 5 LP’s “Dos Benefícios dum Vendido no Reino dos Bonifácios” (1974), “Coisas do Arco da Velha” (1975), “Hoje Há Conquilhas Amanhã não Sabemos” (1976), “Contos da Barbearia” (1978) e “No Jardim da Celeste”(1980).

No início da década de 80, Pinho e Nuno Rodrigues são convidados a integrar o Departamento Nacional de A&R da Valentim de Carvalho, no qual viriam a escrever e produzir trabalhos discográficos para Gabriela Schaaf (2 SP’s e o LP “Vídeo”, Concha, Lara Li, José Campos e Sousa (LP “Josephine”), António Mourão, Marco Paulo e Gina Maria. E o LP “Contos da Barbearia” da Banda do Casaco.
Demite-se um ano depois e é então, já como free-lancer, que produz o álbum de estreia de Rui Veloso, “Ar de Rock” para a Valentim de Carvalho.
Recebe, entretanto, convite de Cláudio Condê – à época administrador da multinacional Polygram (Universal) – para integrar os quadros da companhia. Aceita fazer parte do Departamento de A&R Internacional com a condição de ter liberdade para desenvolver em simultâneo repertório e produção para Artistas Nacionais. Foram 10 anos repartidos entre edição e eventos/reuniões em diversos países estrangeiros, a escrita de canções para diversos Artistas nacionais.

E é nesta década de constante pressão, com as edições de Dire Straits, Elton John, Peter Gabriel, Van Morrison, citando poucos, que irá escrevendo e/ou produzindo para nomes diversos de Artistas Polygram, tais como Avô Cantigas (criação com Carlos Vidal), Doce, Herman José, Tonicha, Rão Kyao, Heróis do Mar, Dina, Da Vinci, José Cid, Rita Guerra, Táxi, Dino Meira, citando alguns.
Durante este período, para a Rádio, escreveu textos humorísticos no programa “A Flor do Éter”, e para televisão, a novela cómico-trágica de “O Tal Canal”. Ambos, projectos com Herman José.

Em 1990 funda a empresa “Companhia das Ideias, Audiovisuais” com vista à criação e produção de projectos para tv e música.
Neste âmbito destacam-se:
– o programa semanal de tv “TOP+” (para o qual contratou a estreante Catarina Furtado, bem como o radialista João Vaz), que produziu para a RTP durante um ano.
Por convite do próprio Músico, com quem estabelecera uma relação de amizade ainda na Polygram, a Companhia das Ideias na pessoa de António A Pinho, assume as funções de empresariado de Carlos Paredes, que acompanhou em concertos não só em Portugal, como também em Espanha, França, Bélgica, Alemanha, India, China, Coreia do Sul, Rússia, Brasil e Egipto.
– Cria e escreve com António Cordeiro a série de ficção policial “Claxon”, que a RTP adquire de imediato e que viria a tornar-se uma série de culto. Produziu com Ramon Galarza o LP do mesmo nome com canções originais de vários autores e intérpretes.
– Cria e produz o semanal da RTP para o público infanto-juvenil “Vitaminas”, apresentado por Carlos Vidal e António Cordeiro (na personagem Félix Fracasso).
Escreve as 26 canções originais de Vitaminas, com colaboração de Pedro de Freitas Branco e compostas por Carlos Vidal. Entrega a produção do LP a Ramon Galarza e licencia a edição à Columbia (Sony).

Escreve e produz vários projectos musicais para o público infanto-juvenil.
Destacam-se:
– Avô Cantigas – Todos os discos do Artista, entre os quais se destacaria o Fantasminha Brincalhão (Sony). Este CD, produzido por Antonio Pinho/Luís Oliveira ganhou o “Prémio SonyBmg Entrepreneurship 2007”, como sendo o Projecto mais inovador e original da SonyBmg em todo o mundo.
– 3D – Vai na Tua Onda (Sony)
– Joka – Tudo Numa Boa (Sony)
– O Jardim da Bicharada – VV.AA (Farol), para o Jardim Zoológico
-Vasco – É Boa Onda (Warner), para o Oceanário
– Vasco – Novas Aventuras do Vasco (Warner), para o Oceanário

Para Televisão, escreve ainda:
– em parceria com Pedro de Freitas Branco, as adaptações de 3 grandes sitcoms da BBC, encomendadas à Companhia das Ideias pela produtora SPFilmes de Jorge Marecos Duarte e difundidas na SIC, protagonizadas por Camilo De Oliveira, por sugestão de António A Pinho, então recebida com reservas por Jorge Marecos Duarte e aceite com muitas reservas por Emídio Rangel.
Foram elas: “Camilo & Filho”, “Camilo na Prisão” e ” A Loja do Camilo”, Enormes sucessos na televisão portuguesa.
– diversos textos de comédia para Marina Mota Produções. Não só para ela própria, como também em produções da Actriz para outros protagonistas.
A saber: “Barba e Cabelo”, para Carlos Cunha. E “O Bom Baião”, para João Baião.

Literatura Juvenil:
– Coleção “Os Super4” – editoras Bertrand e Presença
(De António Avelar de Pinho e Pedro de Freitas Branco):
1. Num Beco Sem Saída
2. Sangue Secreto
3. A Canção do Golfinho
4. Perdidos na Amazónia
5. O Pirata da TV
6. O Mistério de Foz Côa
7. SOS Clonagem
8. Pânico na Expo
9. O Beijo Roubado
10. A Maldição dos 30 Dinheiros
11. Quem Roubou o Arco-Íris?
12. O Poço dos Espíritos
13. A Marca da Caveira
14. Revelação Macabra
15. Tensão no Euro 2004
16. O Feitiço da Vespa
17. Famosa e Rebelde
De António Avelar de Pinho:
18. A Chave do Segredo
(Final da Colecção)

(Julho2018)