Anselmo Ralph

Links

Temas Principais

Biografia

O infindável magnetismo dos afectos em sons para as almas mais quentes

Anselmo Ralph conquistou um lugar de referência na cena musical internacional, considerando no seu género como um dos artistas lusófonos mais aclamados e reconhecidos, com uma ampla escala de preferência transversal a distintos públicos e franjas sociais, uma marca indelével do homem romântico ilustrada nas suas cinco premiadas obras discográficas.

Os seus álbuns representam uma fusão de ritmos e influências, letras emocionantes, com imaginativa subjectividade que resultam em temas inspirados em romantismos sedutores, materializando-se no sucesso artístico que suplanta até fronteiras linguísticas.

A Revista Forbes considerou-o o sétimo músico mais rentável de África, tendo sido o primeiro angolano a alcançar um lugar acima da 10ª posição, denominado como o símbolo de uma Angola próspera e pacífica.

A sua exposição mediática é expressa nos registos de afluência, nos números recorde no que concerne aos espectáculos, concertos que realiza, à sua presença nos meios de comunicação, aos prémios que conquistou bem como à credibilidade e influência em distintas audiências o que conduziu ao convite por reconhecidas marcas como a Coca-Cola, Unitel, Samsung, Banco Económico, Delta Q, entre outras para se associar na qualidade de embaixador, seleccionando igualmente os seus espectáculos para aproximação ao vasto e diverso público de Anselmo Ralph.

Anselmo Ralph nasceu em Luanda em 1981, tendo realizado os seus estudos até à adolescência no seu país natal (Angola), mais tarde por motivos associados à carreira diplomática do pai emigra para Madrid, cidade que se torna o palco da sua aproximação ao universo musical e onde contacta com o músico Juan Luis Guerra, que rapidamente o conquistou, passando a integrar a sua lista de influências musicais.

Foi igualmente em Madrid que descobre uma crescente vontade de explorar diferentes territórios musicais associando distintas linguagens e sonoridades – em destaque à música latina associada aos ritmos africanos.

Ainda na década de noventa o divórcio dos pais conduz a que vivesse um largo período somente com a mãe e as suas três irmãs, um contexto que marcou a sua carreira musical e se refecte na omnipresença do universo feminino nas suas obras discográficas.

Mais tarde e com o objectivo de ingressar um percurso académico muda-se para Nova York, cidade em que o pai residia, conjugando os estudos em contabilidade no Community College of Manhattan com diversos trabalhos realizados em unidades de restauração que lhe asseguravam em parte a sua presença em Nova York.

A contemporaniedade das suas obras discográficas em muito reside na influência da linguagem musical norte-americana, tendo sido no grupo que formou com os seus colegas nos Estados Unidos – Os New Generation Band associado à sua participação num coro gospel, que conduziu a que a sua paixão pela música crescesse de forma exponencial – assumindo uma moldura de emoções das quais jamais conseguiu separar-se.

Sentia-se seduzido por sonoridades latino-americanas desejando no entanto associa-las com outras influências, nomeadamente com os ritmos afro da sua Angola Natal e outros estilos de raiz urbano, com poder emotivo para originar temas marcantes, sobre vidas reais, experiências e sensações.

A vontade de explorar mais territórios criativos e outras musicalidades desenvolvendo assim um estilo próprio, assumidamente romântico, conduz á sua partida para Angola e a abraçar a música como a sua única prioridade profissional.

Em 2006 a nova cena musical angolana via nascer uma estrela – Na flecha do cupido isncrevem-se paixões, sonhos e vivências – as que ficam e as que desvanecem – mas todas marcantes.

O ano ficaria indubitávelmente marcado pelo lançamento do seu primeiro trabalho a solo, o álbum “Love Stories/Histórias de Amor” que reúne um conjunto de hits e performances ao vivo memoráveis, conduzindo a que o músico se tornasse rapidamente um caso de sucesso, uma obra que conquistou imediatamente um impacto relevante, caracterizada por sonoridades inscritas no registo de R&B casadas com os quentes ritmos africanos, em temas dedicados a paixões tórridas e à diversidade emocional do amor.

A sua primeira obra discográfica alcançou as posições cimeiras dos tops de vários países, tendo em Angola por muito tempo liderado os rankings comerciais.
Esta receptividade culminaria na primeira actuação ao vivo em Luanda: cerca de seis mil fans estiveram no conhecido club “Miami Beach” para uma noite inesquecível em que Anselmo Ralph interpretou os vários temas do seu primeiro álbum.

A primeira actuação alive obteve uma importante atenção por parte dos media, seguindo-se apenas duas semanas mais tarde, outro concerto sold out (esgotado). Mais de sete mil seguidores compareceram no “Cine Karl Marx” para o segundo concerto baseado no álbum “Histórias de Amor”, audiência que constituiu um recorde local.

Ainda em 2006 o canal televisivo sul africano viria a eleger Anselmo Ralph como o “Best RnB Singer” (Melhor Cantor R&B), tendo ainda sido nomeado na categoria “Best African Artist” (Melhor Artista Africano) nos MTV Music Awards desse ano, que decorreram em Copenhaga.

Após o sucesso alcançado pelo álbum “Histórias de Amor” lançou em Fevereiro de 2007 uma sequência intitulada “The Last Love Stories” (As Últimas Histórias de Amor): em menos de um mês a nova compilação de temas originais era já um hit nacional e internacional posicionando-se no topo das tabelas de vendas em vários países de África, Europa e América.

Este começo triunfante culminou em dois reconhecimentos importantes para o jovem cantor e compositor angolano nesse ano: “Melhor Voz Masculina” e o prémio de “Melhor Intérprete” atribuido pela Rádio Luanda, tornando-se simultaneamente no artista mais votado pela audiência daquela prestigiada emissora.

Em 2008 deu início a uma digressão internacional com actuação em diversos países de África (Moçambique, São Tomé e Príncipe, África do Sul e Namíbia) e na Europa (Portugal, Reino Unido e Holanda). Após esta tournée rumou ao Brasil para vários concertos em São Paulo e Rio de Janeiro. – A digressão centrou-se nos hits do álbum de originais “Histórias de Amor”.

O ano de 2008 fica igualmente marcado pelo lançamento do terceiro álbum do cantor – “O cupido”, que constituiu outro marco importante na carreira de Anselmo Ralph ao registar o número recorde absoluto de vendas no dia do seu lançamento superando as 22 mil exemplares vendidas e batendo as 40.000 mil cópias apenas 4 meses após o início de comercialização.

Em 10 de Julho do mesmo ano, no Gimo-desportivo de basquetebol da Cidadela em Luanda, Anselmo Ralph actuaria para mais de 42.000 pessoas recebendo o seu disco de platina relativo às vendas do seu álbum “O Cupido”.

O ano de 2010 seria inteiramente dedicado aos concertos ao vivo não apenas em diversas cidades angolanas através de uma digressão nacional mas igualmente em países da Europa, América Latina e África.

Voltando a ultrapassar registos de comercialização, em 2011 o maxi single “A Dor do Cupido” reafirma a populariedade de Anselmo Ralph repetindo números recorde incluído em formato CD e DVD (cinco temas e quatro vídeos) – vendeu mais de 34.000 exemplares em apenas dois dias consignados ao lançamento (com a presença do cantor).

Após este evento público em Luanda iniciaria outra digressão por todas as províncias de Angola, atingindo o seu último trabalho discográfico o primeiro lugar do topo de vendas – em menos de três meses “A Dor do Cupido” excedeu as 90 mil cópias vendidas.

O ano de 2011 é igualmente marcado por um contrato com a reconhecida multinacional Coca-Cola, contrato que se estenderia por mais de cinco anos, na qualidade de embaixador da marca.

Em 2012 e 2013 Anselmo Ralph seria convidado a dar espectáculos por vários países da Europa, América Latina e África, potenciando e ganhando espaço na cena musical internacional.
Em 2013 o músico tornou-se o primeiro artista angolano a conquistar o lugar mais alto do top de vendas de discos em Portugal, com o álbum “A Dor do Cupido” que se manteve no topo de vendas por mais de 51 semanas (primeiro músico da comunidade PALOP a conquistar o primeiro lugar no top de vendas em Portugal, desde a data de 25 de Abril de 1974) e arrebatava novamente o público em performances ao vivo memoráveis, esgotando salas do país como o Altice Arena (antigo Meo Arena).

O ano de 2013 assinala ainda os prémios alcançados na primeira edição do concurso Angola Music Awards, tendo sido o grande vencedor da estreia, prémios que conquistaria em diferentes categorias nas edições seguintes, somando à data mais de 8 prémios.

O músico inicia uma nova era de ascensão mediática em 2014 ao ser convidado para integrar o painel de mentores do concurso televisivo The Voice (formato internacional centrado na indústria musical), um programa apresentado pela prestigiada Catarina Furtado e transmitido pela RTP 1 em horário nobre.
A primeira edição do The Voice é claramente conquistada por Anselmo Ralph que se consagrou vencedor com o concorrente Rui Drumond, tendo sido elogiado pelo grande público pela sua boa disposição e excelente capacidade argumentativa. Desde a primeira edição em que participou que Anselmo Ralph se mantém no paínel dos mentores, somando já cinco edições do programa associado ainda à sua participação na versão The Voice Kids, estando actualmente a gravar a 6ª edição do formato (Agosto de 2018).
O The Voice conquistou diversos prémios em distintas categorias, alcançando em diferentes anos o galardão de “Melhor Programa de Entertenimento”, tendo efectivamente tornado-se um fenómeno televisivo, com um registo de audiências recorde, manteve-se líder desde a primeira edição, alcançando o feito de ser o primeiro programa de entertenimento a ultrapassar a fasquia de mais de um milhão de espectadores.

A marca “Anselmo Ralph” crescia de forma astronómica o que culminou em Dezembro de 2014 com um concerto na maior sala de espectáculos em Portugal (Altice Arena) recebendo mais de 18.000 mil espectadores. Um concerto único em que celebra dez anos de carreira, presenteando o público com actuações de notáveis convidados na cena musical nacional e internacional, vozes como Daniela Mercury, Naldo Beny, Anna Joyce, Paulo Flores ou a fadista Raquel Tavares juntaram-se em palco com Anselmo Ralph num concerto esgotado, feito já alcançado em meses anteriores nas salas de espectáculos Coliseu e Campo Pequeno (Lisboa).

O ano de 2014 fica igualmente marcado pela edição do álbum “O Melhor de Anselmo Ralph” que ascendeu em apenas duas semanas após o seu lançamento a Disco de Ouro, por ser o ano em que é convidado para actuar na festa de aniversário do reconhecido jogador de futebol Cristiano Ronaldo, pela emblemática tornée pelas províncias de Luanda (teve como principal sponser a multinacional coca-cola e a operadora de telecomunicações Unitel) bem como por variadas performances musicais integradas na tour ADDC, que tiveram lugar um pouco por toda a Europa e África em importantes salas de espectáculos e reconhecidos eventos, todos com lotação esgotada.

Os marcos de 2014 estendem-se ao universo publicitário, em destaque os contratos firmados com as marcas Cadillac; Unitel, Samsung; Antarte e BESA (Banco Espírito Santo Angola, actual Banco Económico), na qualidade de embaixador, mantendo a sua ligação até aos dias de hoje. Na esfera publicitária salienta-se igualmente a campanha realizada em conjunto com o jogador de futebol Cristiano Ronaldo para o banco BESA.

Anselmo Ralph foi ainda premiado pela rádio portuguesa RFM como o “Artista do Ano” e pela sua agência Sony Music, tendo igualmente conquistado o galardão de melhor artista lusófono , entregue pela MTV África, recebendo também um conjunto de prémios no seu país natal, em eventos organizados por distintas organizações, entre elas destaca-se a empresa de media a SAPO, a Rádio Luanda, Moda Luanda, entre outras, ainda e a sublinhar os prémios recebidos no âmbito da realização da Gala Angola 35 graus, evento que destingue personalidades nacionais de áreas ligadas ao teatro, dança, música, política e sociedade.

O músico conquista também as salas de cinema portuguesas através da sua participação na obra “Virados do Avesso”, que obteve a melhor estreia em cinema de uma produção portuguesa no ano de 2014; tendo contracenado como alguns dos actores portugueses mais premiados a nível nacional e internacional, partilhando assim o grande ecrã com nomes como Diogo Morgado e Nicolau Breyner.

Se o ano de 2014 representa uma ascenção verdadeiramente astronómica do músico, que integra projectos de diversas índoles em universos ecléticos – desde as actuações ao vivo, a edição de um novo albúm (The Best of Anselmo Ralph 2014) , projectos no pequeno e grande ecrã somando-se ainda as várias campanhas publicitárias, 2015 traz um novo papel para Anselmo Ralph que em conjunto com a sua esposa Madlice Cordeiro lança a produtora “Bom Som”.

Adicionalmente à gestão do percurso musical do conceituado músico Anselmo Ralph a empresa Bom Som iniciou desde logo a administração da carreira de Anna Joyce, citada actualmente como uma das melhores vozes da sua geração, o jovem músico Landrick, que já obteve um reconhecimento no panorama nacional e internacional e recentemente assumiu a gestão do músico de Gospel Miguel Buíla (data de 2017), tendo igualmente um papel de relevo ao impulsionar carreiras de jovens, entre eles o artista Bass.

Desde a data da sua fundação e sob os seus desígnios e da sua esposa, a produtora já somou uma elevada experiência na gestão de carreiras musicais, contemplando a promoção e criação de posicionamento dos artistas no mercado, bem como o agenciamento de espectáculos ao nivel nacional e internacional.

Em 2015 voltaria a cativar diferentes marcas no universo publicitário assinando um contrato exclusivo com a Delta Q em Angola, o que reforça o mediatismo e notabilidade do músico no seu país natal, considerado pelos representantes da Delta Q como um exemplo para a juventude angolana na sua genuinidade e dedicação.
Adicionalmente ao contrato firmado com a Delta Q o músico é convidado a ser o rosto de um conjunto de equipamentos da marca de tecnologia portuguesa Bling, em que se destaca o produto Anselmo One, o smartphone da linha BLING by Anselmo Ralph.

Se em 2014 o músico chegava ao grande ecrã através da sua participação no filme “Virados do Avesso”, o ano de 2015 ficaria indubitávelmente marcado pela estreia nas salas de cinema portuguesas e angolanas do documentário biográfico – “Vontade de Vencer”, em que se revela ao espectador não apenas o músico que tem vindo a arrebatar plateias um pouco por todo o mundo, mas também o seu lado mais privado – as suas relações familiares, a sua ligação aos fãs ou ainda a luta diária que trava contra a miastenia grave (doença neuromuscular auto imune que provoca fadiga dos músculos voluntários), uma condição que apesar de grave e por vezes incapacitante nunca o impediu de alcançar os seus objectivos.

Um documentário conduzido pelo realizador português André Banza (conhecido pelos seus trabalhos na televisão portuguesa e especificamente ressalta-se as obras “Os Contemporâneos” e “O Grande Teatro do Mundo”) que em 2014 em conjunto com a sua equipa acompanhou o músico na tounée ADDC, uma digressão mundial que contabilizou mais de 80 concertos.

O ano 2015 soma ainda a promoção de um conjunto de performances alive um pouco por todo o mundo, concertos integrados na tournée “A Única Mulher”, que foi recebida pelos fãs em apoteose com as salas de espectáculos esgotadas para ouvir o músico.

Os fãs, a indústria e o público no geral aguardavam com elevada expectativa o lançamento da sua nova obra discográfica – apresentada no ano de 2016, rapidamente conquistou um lugar cimeiro nos tops de venda e pouco tempo após o início da sua comercialização conquistou o galardão de ouro, voltando a ultrapassar registos de vendas, com mais de 50 mil cópias vendidas.

Faixas como “Casa Comigo”, “Virou Amor”, “Money”, “Por Favor DJ” e “Todo teu” são temas a destacar neste novo trabalho que mistura ritmos que vão desde o Urban Beat com forte personalidade RnB, trap norte americano ou o Axê Music da Bahia, revelando o crescimento do músico e a sua constante paixão em explorar novos ambientes sonoros e misturar diferentes linguagens, numa moldura emocional em que as histórias de amor são o palco das suas criações.

Um projecto que narra uma história de amor, sendo que cada faixa musical original, retrata os distintos momentos dessa relação, pautadas por amor, paixão, traição, encontros, desencontros e perdões.

Esta nova aventura discográfica, que dá vida ao seu quinto álbum de originais, foi produzida pela Klasszik e editada pela Sony Music; com um total de 15 faixas musicais conta com a participação de Laton, Paulo Flores, Dream Boyz e Plutónio.

Após o lançamento do seu novo álbum inicia duas digressões mundiais em paralelo – a tour “Amor é Cego” e “Anselmo Ralph – Em Acústico”, que primou por momentos memoráveis em concertos intimistas onde reinou a cumplicidade, espectáculos que procuraram um envolvimento imersivo com o público e se estenderam durante o ano de 2016 e 2017.

A sua escala de preferência a diferentes públicos e o fenómeno mediático que se tornou em Portugal conduziu a que no ano de 2016 fosse convidado a actuar na tomada de posse do Presidente da República de Portugal (Marcelo Rebelo de Sousa).

Ainda no ano de 2016 conquista o prémio de melhor genérico com o tema “A Única Mulher” (produto de ficção televisiva portuguesa, uma telenovela que teve como palco Portugal e Angola recebida com elevado entusiasmo pelo público e pela indústria, tendo arrecadado um conjunto de galardões em diferentes categorias).

Continuando a sua ligação a marcas como a Unitel, Bling Bling, Delta (a marca de café assinala um ano de associação com o músico em 2016 com o lançamento de uma colecção de cápsulas de café com a assinatura exclusiva de Anselmo Ralph – “O meu café é um show”) em 2017 é convidado para ser o rosto do novo plano de saúde Muxima (direccionado para todos os angolanos que pretendem ter acesso a cuidados de saúde em Portugal), desenvolvido pela Medicare em parceria com a Saúde Global Angola e que conta com o músico como embaixador (integra a estratégia de comunicação, participando em diferentes plataformas desde o anúncio televisivo à presença nas redes sociais).

O ano de 2017 ficou marcado por objectivos de internacionalização, particularmente na conquista de mercados como a América do Sul bem como alguns territórios europeus e Africanos, em que já conquistou a admiração de milhares de fãs, todavia ainda não se tinha estabelecido artisticamente.

Neste enquadramento Anselmo Ralph assinou um contrato com a Sony/ATV Music Publishing Holdings (Spain) LLC S.C., através desta parceria o músico irá lançar três novos albúns em castelhano com o objectivo de serem comercializados não só em território espanhol mas também em toda a América Latina.

Depois de mais de ano na estrada com a tour “Amor é Cego”, em paralelo com a digressão “Anselmo Ralph – Em Acústico”, o ano de 2018 é palco do lançamento do seu novo single “1 em 1 milhão” (autoria da notabilizada compositora portuguesa Carolinda Deslandes) que dá também o nome à Tour de 2018, uma tournée que promete despertar emoções fortes em concertos emblemáticos nas salas de espectáculos um pouco por todo o mundo.

Já integrada na tornée “1 em 1 milhão” evidencia-se o concerto no Altice Arena em que partilhou o palco com o condecorado músico Enrique Iglesias, conduzindo os fãs ao rubro numa actuação que esgostou a maior sala de espectáculos portuguesa.

O sucesso de hits como a “Curtição” ou “Não Me Toca” recentemente atingiram novos públicos através da regravação por vozes conhecidas da indústria musical brasileira, como o músico Zé Filipe que deu voz a uma nova versão da faixa “Não Me Toca” transformando a música num novo sucesso, desta vez um hit brasileiro.

O canal de vídeo de internet YouTube e as redes sociais Facebook ou Twitter potenciaram o efeito fenómeno atribuído a Anselmo Ralph: Milhões de visualizações dos seus videoclipes ou a admiração expressa por milhares de seguidores nas várias plataformas comprovam uma identidade artística apreciada muito além da sua diáspora linguística.